domingo, 14 de novembro de 2010

Astanga yoga


video

 

O que é

O Astanga(Ashtanga) Vinyasa Yoga, uma variante do Hatha Yoga, é o sistema de Yoga ensinado por Sri K. Pattabhi Jois no Ashtanga Yoga Research Institute, em Mysore, Índia. Este método de Yoga envolve a sincronização da respiração em progressivas séries de posturas.
É um processo que produz um intenso calor interno e um suor purificador que desintoxica músculos e órgãos. O resultado é a melhora da circulação, um corpo leve e forte e uma mente tranqüilla.

A prática
O Astanga Vinyasa Yoga é praticado em séries fixas de posturas, o praticante vai passando progressivamente de uma série para outra de acordo com a evolução de sua prática.
Todas as práticas iniciam com a repetição do súria namaskara(saudação ao sol) A e B, cinco vezes cada um, em seguida há uma sequência de posturas em pé, chamadas de Yoga chikitsa (Yoga terapia) e então entra-se na série propriamente dita(1,2...) para encerrar, termina-se a prática com as posturas finalizadoras, que vão compensar os movimentos feitos pelo corpo, é muito importante sempre encerrar a sua prática com as posturas finalizadoras e um bom relaxamento.

Duração:
A prática leva cerca de uma hora para um iniciante(ainda aprendendo a seqüência) e por volta de uma hora e meia para um aluno que já tenha finalizado a seqüência.
Tipos de aula:
Mysore: Aula em que cada aluno segue seu ritmo pessoal, vai aprendendo gradativamente a série e com isso tem flexibilidade no horário. O instrutor permanece na sala ensinando simultaneamente vários alunos, cada um em seu ritmo.
Conduzida: Nesta aula o aluno segue o fluxo do grupo que é comandado pelo instrutor, este vai ditando postura por postura e demarcando o ritmo da prática e o número certo de vinyasas. Todos iniciam e terminam a prática no mesmo horário.

Dicas de prática

A chave para a prática é a consciência. Procure sentir seu corpo, perceba se o que comeu ou fez durante o dia o faz sentir bem na prática, lembre-se de que mudar seus hábitos só depende de você.
1) Pratique de estômago vazio. Para isso espere, pelo menos, 3 ou 4 horas depois de uma refeição completa. Água ou bebidas medicamentosas podem ser tomadas em pequenas quantidades antes da prática, caso necessário. Não beba água durante ou logo depois da prática, a saliva é suficiente para umidecer a garganta. Espere o final do relaxamento para fazê-lo.
2) A bexiga e o intestino devem estar vazios para a prática. As saudações ao sol, as posturas em pé e as posturas invertidas ajudarão na evacuação e melhorarão o funcionamento do intestino. Comer em grande quantidade é obstáculo para uma prática correta dos asanas e pranaiamas.
3) As roupas devem ser confortáveis e elásticas. Bermudas e blusas curtas são melhores para a prática, já que permitem transpirar e verificar o alinhamento exato do corpo. Evite usar: meias, colares, anéis, relógios e outros acessórios durante a prática.
4) Prepare-se para suar em abundância. Não tenha medo de sentir cansaço, se assim acontecer, recoloque a atenção na respiração, mova-se com mais consciência e estabilidade no baixo-abdômen e sincronize a respiração com o movimento(vinyasa). Assim, surgirá em você uma nova energia eliminando o cansaço e fortalecendo a mente e o corpo.
5) Tônus é diferente de força. Evite usar força nas posturas ou movimentos, somente tonifique os músculos. Mantenha os músculos da face relaxados, sem demonstrar raiva ou frustração com o próprio corpo.
O Yoga é uma oportunidade de trabalhar sobre as próprias emoções, mais do que negá-las ou projetá-las para o exterior. Gradualmente e inevitavelmente as transformações ocorrem.
"Pratique e tudo virá." Sri K. Pattabhi Jois

Ashtanga

Ashtanga, ou Astanga significa 8 partes, são os 8 passos progressivos
estabelecidos pelo sábio Patanjali, codificador do Yoga Clássico, para se alcançar a "união do ser com o todo"(yoga).
1) Yamas - Condutas éticas e morais

2) Nyamas - Purificação
3) Asanas - Posturas
4) Pranayamas - Controle consciente da respiração
5) Pratyahara - Estado de observação sem envolvimento dos sentidos
6) Dharana - Concentração
7) Dhyana - Meditação
8) Samady - Contemplação
Ujjayi Pranayama

O pranayama(técnica para controle da respiração) Ujjayi deve ser utilizado durante toda a prática.
UJJAYI: Significa “Vitória Extendida“, conhecida como“Respiração Vitoriosa”. É um pranaiama que se caracteriza pelo som emitido pela fricção do ar com a garganta(gloti). No início a tendência é fazer o Ujjayi somente na expiração, o que tenderá ao equilíbrio com tempo e consciência. O praticante deve buscar igualar o tempo entre inspiração e expiração. Com a prática constante o Ujjayi torna-se suave e profundo. 

Trístana
A tríade Vinyasa, Bandas e Drishti formam nesta ordem uma parte muito importante da prática. Veja abaixo o que significam:

VINYASA: Conexão entre movimento e respiração. Para cada movimento há uma inspiração ou expiração correspondente. Na prática de Ashtanga Yoga existe um número correto de Vinyasas para montar e desfazer cada postura.
BANDHAS - São as contrações internas feitas durante a prática.
Mula Bandha: Contração da região do perínio
Uddiyana Bandha: Contração do baixo abdômen
Jalandhara Bandha: Contração da gloti, enfatizada pelo Ujjayi Prananyama
DRISHTI:  Foco - direção do olhar. Em cada postura há um ponto específico para onde olhar. Os principais drishtis ou pontos focais do olhar são: a ponta do nariz, entre as sobrancelhas, para o umbigo, ponta dos dedos, pés, à frente ou para a lateral. No início é difícil mantê-los, mas depois de algum tempo de prática, o olhar focado dá equilíbrio e tem efeito relaxante sobre o corpo e a mente.

Séries

O Astanga Vinyasa Yoga é dividido em 6 séries progressivas de posturas.
Primeira série, intermediária, avançadas 3, 4, 5, 6.
Veja abaixo a primeira série do Astanga Yoga ilustrada.




 

 


Um comentário:

  1. teu blog está muito interessante, parabéns...como adiciono no meu Face Book ou salvo em meu computador o kururu??

    ResponderExcluir

Obrigado por seus comentarios